Encontro científico decorre da parceria entre o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho e o Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH) da Universidade do Minho. Submissão de resumos até 22 de maio.

A cibercultura contempla hoje áreas tão diversas quanto as artes, a política, a economia e as ciências, entre outras, impregnando os mais ínfimos processos sociais e culturais, desde o pensamento às práticas do quotidiano. De um modo abrangente, a cibercultura inscreve-se hoje num mundo globalizado que, para além de multicultural, revela-se intercultural e transcultural. Um tal processo ocorre através de redes de informação e de conhecimento que são acionadas por instituições, organizações, ONGs, associações e comunidades. Estas entidades sociais visam produzir e disseminar, no espaço público, uma pluralidade de conteúdos e práticas multiculturais, assim como procuram interligá-los entre si numa configuração de interculturas.

Pretende-se proporcionar um espaço de reflexão sobre o impacto da cibercultura no quotidiano através de apresentação de comunicações de investigadores, docentes, estudantes ou comunidade em geral sobre as transformações de uma rede global/local de circum-navegação no conhecimento. Uma tal rede constitui, por sua vez, uma nova cartografia sobre a qual importa refletir.

Consulte o site do congresso: www.cibercultura2016.net

Publicado por Carlos Ferreira

Deixar uma resposta